Taxa Interna de Retorno (TIR) em investimentos p2p: o que é e como calcular

Papo IOUU

leitura de 4 min

Capitalização do negócio: é uma boa opção?

Com o atual cenário econômico, torna-se muito difícil expandir uma empresa, pois, com a diminuição d...

leitura de 4 min

Na visão do investidor de Peer-to-Peer Lending, a Taxa Interna de Retorno (TIR) é uma maneira de entender melhor a rentabilidade do investimento ao longo do tempo. Por ser uma modalidade nova, temos alguns paradigmas a serem enfrentados dadas às comparações usuais de renda fixa, como CDBs e o Tesouro Direto. Assim, a rentabilidade proposta do investimento não é sobre o valor total investido, mas sim do valor que falta a receber, pela característica de recebimento parcelas mensais.

Tradicionalmente, a Taxa Interna de Retorno (TIR) – ou Taxa Interna de Rentabilidade – é uma taxa de desconto onde, dado o fluxo de caixa, calcula o retorno de um projeto ou de empréstimo trazido ao valor presente.

Porém, nos investimentos peer-to-peer a TIR opera um pouco diferente, já que a modalidade considera o recebimento de parcelas mensais e isso afeta o modo como ela é aplicada.

Cadastre-se e seja um investidor da IOUU

Entendendo a TIR na prática

Por exemplo, vamos considerar um investimento com o seguinte formato:

  • Investimento de R$ 1.000,00
    Retorno bruto de 1,84% a.m.
    Prazo de recebimento de 24 meses

Por se tratar de parcelas iguais mensais, similar a uma tabela price, a parcela, sem descontar o IR, seria R$ 51,92 reais. Assim, o juros recebido no primeiro mês será de R$ 18,40 reais (R$ 1.000,00 x 1,84%).

Neste cenário temos:

  • R$ 51,92 como valor total da parcela recebida
    R$ 18,40 como valor referente APENAS do juros de investimento
    R$ 33,52 como valor referente APENAS à amortização do valor investido

Sendo assim, ao avançarmos para a segunda parcela, o juros será de R$ 17,78. Para chegar nesse valor, basta considerar a seguinte fórmula:

Formula para Calculo da Taxa Interna de Retorno (TIR)


Ou seja:

Isso resulta em: R$ 17,78 de juros na segunda parcela recebida.

E esse comportamento se repete até chegar no último mês, onde todo valor investido já foi totalmente amortizado.

Onde a Taxa Interna de Retorno entra?

Depois desse processo, a TIR surge quando calculamos todo o valor recebido mensalmente dado investimento inicial. Portanto, a TIR bruta corresponde ao retorno bruto acordado na oportunidade. Seguindo o exemplo, seria de 1,84% a.m.

Como os investimentos em Peer-to-Peer Lending têm a característica de recebimento mensais de parte do valor investido, é possível potencializar os rendimentos reinvestindo os valores. Isso faz os juros compostos trabalharem mais rapidamente, o que é diferente da renda fixa tradicional, onde a liquidez opera de outra forma.

Desta maneira, as rentabilidades acordadas em cada oportunidade da IOUU operam dessa maneira e o cálculo, conforme descrito nesse conteúdo, pode ser realizado para entender as taxas de retorno.

Planilha de Cálculo da Taxa Interna de Retorno (TIR)

Como essa é uma dúvida recorrente dos novos investidores da plataforma (e da modalidade peer-to-peer lending no geral), preparamos uma planilha de cálculo da Taxa Interna de Retorno (TIR) super completa e que, certamente, vai facilitar sua vida como investidor.

Basta fazer o download logo abaixo:

Baixe gratuitamente a Planilha de Cálculo da Taxa Interno de Retorno (TIR)

 

Assine a newsletter da IOUU e mantenha-se atualizado com as notícias do mercado!

imagem-01-blog

Quem viu esse post também curtiu:

A diferença entre Retorno Sobre Investimento e Tax...

Entender o conceito de retorno sobre investimento ...

leitura de 9 min

Livros sobre investimentos: 6 títulos para ler em ...

Procurar por livros sobre investimentos é o primei...

leitura de 12 min

Aplicações de Renda Fixa: guia completo para inves...

Muitas pessoas buscam por aplicações em renda fixa...

leitura de 8 min