Saiba como a crise pode ser uma oportunidade para o seu negócio

Papo IOUU

leitura de 4 min

Onde investir

Onde investir Em pleno momento tecnológico e cheio de oportunidades que vivemos no meio digital, qua...

leitura de 9 min

Para Albert Einstein, a crise é um benefício para a humanidade. Segundo ele, é nela que o ser humano se supera e que a criatividade ganha um novo espaço. Migrando esse pensamento para o mundo empresarial, é justamente nesse período que existe a oportunidade para o negócio inovar, se reinventar e crescer.

Não podemos negar que a crise afeta os consumidores e, como consequência, atrapalha o faturamento das empresas. Mas, mesmo nesse cenário, algumas organizações conseguem crescer e conquistar ainda mais públicos.

Com esses exemplos espalhados por aí é importante questionarmos o que esses gigantes do mercado fazem diferente de sua concorrência. Quer entender como a crise pode abrir caminho para uma nova oportunidade de negócio para você? Então acompanhe o texto!

A concorrência está cautelosa

Com a insegurança fiscal que paira em um ambiente de crise, além das altas taxas de juros e inflação com crescimento exponencial, qualquer empresário tende a ficar com o pé atrás. Nesses momentos, as pessoas preferem segurar o dinheiro, manter uma reserva de emergência e trabalhar com o mínimo.

Por outro lado, o desespero gerado pela crise abaixa o preço de vários produtos, reduz o custo da mão de obra, deixa profissionais com boa qualificação desempregados e aumenta as taxas de rendimento dos investimentos.

Por isso, esse é o momento de buscar vantagem no mercado, visando produzir o melhor produto, acumular capital e contratar os melhores profissionais.

A crise gera novas necessidades

Qualquer crise que aconteça é referente a um objeto. O mundo não sofre instabilidade, mas o capital, o ramo imobiliário e o setor de commodities sim. Logo, ela é um pedido por novos meios de consumo, significando que é preciso se adaptar às novas demandas do mercado.

Por exemplo, atualmente percebemos um crescimento intenso de movimentos minimalistas. Em suas premissas, eles querem consumir o mínimo e ter bens duráveis. Esse pessoal não se importa em pagar muito por algo que dure mais tempo.

Perceba que, nesse exemplo, podemos ver uma mudança de comportamento do consumidor. Antes a ideia era consumir muito e pelo menor preço, agora — em alguns casos — a ideia é consumir pouco, mas com qualidade.

Surgem novos nichos de mercado

Com a instabilidade do mercado, as empresas tendem a deixar de lado negócios mais arriscados e acabam focando naquilo que já tem garantia de sucesso. Com isso, vários públicos começam a ter demandas que nenhuma organização está suprindo.

Esses nichos abandonados são um caminho interessante para aplicar o capital e buscar o crescimento da empresa. Afinal, ser o pioneiro em um mercado e ainda não ter que se preocupar com a concorrência é o sonho de muitos empresários.

Os clientes estão abertos a fidelização

Não podemos pensar que são apenas as empresas que estão em crise. O capital, como um todo, acabou sofrendo um pesado golpe que foi convertido em taxas de juros elevadas e dificuldade de acesso ao crédito. Por esse motivo, os clientes estão mais criteriosos e escolhendo melhor quando e onde gastar seu dinheiro.

Esse comportamento pode ser visto quase como um pedido de ajuda para as empresas — ou seja, uma busca por uma organização na qual possam confiar para consumir sem ter prejuízos. Por esse motivo, a fidelização de clientes é uma oportunidade para o negócio.

O planejamento estratégico prevê a oportunidade para o negócio

Por mais vantajosas que sejam as oportunidades de negócio em meio a crise, é claro que existem altos riscos. Entretanto, quem já está acostumado com o mercado sabe que quanto maior é o risco, maior é o ganho.

Mesmo que o mercado ofereça perigos, não precisamos ser displicentes. É possível minimizar os riscos e ampliar os lucros ao utilizar o planejamento estratégico. Dessa forma, podemos assegurar o crescimento do empreendimento ao encontrar uma oportunidade para o negócio e, ainda assim, evitar possíveis prejuízos.

E você, o que andou fazendo durante essa crise em sua empresa? Conta pra gente aqui nos comentários!

Conheça os benefícios de empréstimo online: simule agora

Assine a newsletter da IOUU e mantenha-se atualizado com as notícias do mercado!

imagem-01-blog

Quem viu esse post também curtiu:

Conheça as 4 Profissões em alta no mercado finance...

Conheça as 4 Profissões em alta no mercado finance...

leitura de 8 min

Melhores investimentos a curto prazo

Melhores investimentos a curto prazo Você é uma pe...

leitura de 7 min

Capitalização do negócio: é uma boa opção?

Com o atual cenário econômico, torna-se muito difí...

leitura de 4 min