Onde investir

Papo IOUU

leitura de 9 min

Os 5 maiores investidores do Brasil

Os 5 maiores investidores do Brasil Tem muito investidor com alta capacidade entrando no mercado nes...

leitura de 9 min

Onde investir

Em pleno momento tecnológico e cheio de oportunidades que vivemos no meio digital, quando se trata de investimento já não é mais uma opção, se tornou algo necessário, tanto pelo lado financeiro, quanto pela própria facilidade que é investir. 

Se você ainda não investe ou tem algum bloqueio em relação a isso, está na hora de quebrar totalmente a forma que enxerga os investimentos. 

Com R$1.000, por exemplo, você consegue montar uma carteira diversificada, basta ter acesso a corretora ou instituição financeira e selecionar os produtos.

Claro que pela facilidade também há pontos importantes que você deve observar antes mesmo de aplicar qualquer dinheiro: 

1) Qual seu perfil de investidor. (conheça o seu)

2) Qual seu objetivo. (curto, médio e longo prazo) 

3) Conhecer as oportunidades de investimento.

Esse último critério talvez seja o que você mais busca, pois é comum pegar as recomendações logo de cara, mas você não pode desconsiderar os 2 primeiros critérios para que seus investimentos sejam melhor feitos. 

Ainda mais em 2020 e 2021 onde estamos vivendo uma crise mundial em função da pandemia do coronavírus, que afetou diretamente as finanças de muitas pessoas e famílias, e ao mesmo tempo trouxe muita gente para a bolsa de valores. 

No entanto, não existe apenas um caminho para você começar, e nem é recomendado você investir em apenas um ativo financeiro, pois a diversificação é a melhor saída. 

Assim, dependendo do capital que você tem hoje é importante que possa alocar em algumas oportunidades de investimento, para poder ter mais segurança e até mesmo melhor rentabilidade.

Um outro movimento que deve considerar na hora de escolher seus investimentos é que a taxa Selic poderá aumentar ainda mais até final do ano, como já aconteceu na última reunião do Copom em 17/03/21 quando aumentou 0,75 pontos. Dessa forma, pode alterar a rentabilidade em renda fixa e tornando-a mais atrativa para o perfil moderado e conservador.

Onde investir em 2021?

Onde-investir-em-2021

Primeiro é importante observar que as oportunidades variam demais, algumas são bem pontuais, mas outras vão se mantendo ao longo do tempo, então, não é porque você enxergue como uma boa oportunidade hoje que ela tende a se manter ao longo dos próximos dias, meses e anos.

Além disso, jamais desconsiderar seu perfil e objetivos financeiros como já foi falado aqui, pois pessoas não seguem a mesma receita, por exemplo:

Um idoso de 65 anos, aposentado e com um patrimônio estruturado tem perfil de risco e objetivos diferentes de um adulto de 35 anos que ainda está construindo sua reserva financeira. 

Por isso, o melhor investimento ainda é no seu conhecimento sobre o mercado. Então, o caminho é começar a investir para assim também ir se desenvolvendo, mesmo que você já invista não pode ficar sempre com as mesmas oportunidades. 

Fundos DI

Se você está em busca de uma opção que garanta mais segurança do que propriamente o retorno financeiro, então essa é uma excelente opção.

Esse é um fundo que é bem utilizado, pois tem alta liquidez, seguindo uma variação diária do CDI.

O Fundo DI tem risco baixo, aloca recursos majoritariamente em títulos do Tesouro Nacional e pode ter resgates diários. Por isso, é uma boa opção para quem quer manter um fundo de reserva, para eventualidades, sem um prazo específico para retirada.

Contudo, existe uma antecipação do imposto de renda a cada seis meses.

Além deste fundo existem outras opções de investimento que você pode pode considerar na sua carteira de investimentos.

Outras opções de investimentos

CDB

Você pode conhecer várias opções de investimento, mas vira e mexe vai considerar investir em CDB, pois é um ativo muito importante na estratégia a médio e longo prazo.

Os certificados de Depósito Bancário (CDB) servem para que os bancos captem recursos no mercado e emprestem aos seus clientes. Nesse caso você empresta seu dinheiro na compra de títulos de renda fixa e recebe de volta com juros.

É possível encontrar CDBs com rentabilidades superiores ao CDI, e alguns até mesmo com liquidez diária desde o primeiro dia de sua aplicação. 

Nessa modalidade há a incidência regressiva de Imposto de Renda e IOF nos 30 primeiros dias de aplicação. Lembrando que os impostos são cobrados apenas sobre os rendimentos obtidos, e não sobre seu dinheiro investido.

Veja mais sobre investir em CDBs 

Quer ganhar mais? Invista em Ações

As opções que você conheceu acima não vão te dar a mesma rentabilidade que uma ação. No entanto, se você ainda está começando ou tem um perfil voltado para a segurança só invista aqui se conhecer bem, pois são muitas opções de empresas listadas na bolsa de valores e você tem que saber avaliar muito bem antes de fazer alguma aquisição.

Para você avaliar bem uma ação você pode recorrer tanto pela análise técnica quanto fundamentalista, se você quer conhecer mais desses dois tipos de análises, leia o artigo indicado abaixo. 

Análises financeiras de investimento.

Importante reforçar que ações são mais indicadas para quem já tem uma reserva de emergência e não vai precisar do dinheiro a curto prazo. Além disso, vale saber também que para investir em ações será preciso ter uma conta em uma corretora e que ainda existem custos envolvidos nas operações – como a taxa de corretagem. Algumas corretoras não cobram taxas e você pode dar preferência à elas.

Conheça aqui quais são as corretoras com taxas zero de corretagem.

Fundos imobiliários

Assim como ações, você também pode investir em renda variável e poder ter mais retorno financeiro através de fundos imobiliários. Quando compra uma cota em fundo, o investidor está dando mais capital para gestores responsáveis por fazer o recurso multiplicar em aluguéis de espaços comerciais como shoppings e novas construções. Como se você fosse um locatário de algum imóvel, mas sem precisar se envolver na operação. 

Nesse tipo de investimento você recebe dividendos mensais que variam de acordo com o valor investido e o percentual de retorno. Além disso, você é isento de imposto de renda.

É importante se lembrar que, assim como investir na Bolsa de Valores, investir em fundos imobiliários tem seus riscos – como de mercado, liquidez, vacância, inadimplência, risco físico e sazonalidade.

Conheça mais os riscos financeiros e como minimizá-los.

Peer-to-Peer Lending 

Peer-to-peer Lending

Você pode ajudar a injetar alguns milhares ou milhões de reais em empresas brasileiras que estão em expansão. Assim funciona o Peer-to-Peer Lending, onde uma junção de diversos investidores aportam uma certa quantia em empresas tomadoras de crédito, e você recebe mensalmente por isso.

É uma ótima opção que você deve considerar no seu portfólio de investimento a curto prazo. Você pode investir não apenas em uma como em diversas que podem te entregar rendimentos superiores aos listados acima.

Logo, para você que quer começar neste mês, já nos próximos meses pode ter uma boa rentabilidade. Sem dúvida essa é uma alternativa que não pode deixar de conferir.

Conheça mais da modalidade P2P Lending e como investir.

Se você já investe em ações ou tem conhecimento básico sobre o tema, sabe que você ajuda empresas de capital aberto e elas te dão retorno em dividendos ou mesmo lucra com a valorização da ação. O Peer-to-Peer Lending funciona de forma similar só que investindo em PMEs que te dão retorno mensal. Então, se você investe em ações ou pensa em investir, certamente o P2P também vai te agradar.

Confira essa comparação entre ações e Peer-to-Peer.

Diversificação é a melhor opção

Saber onde investir é muito importante para poder comparar as rentabilidades, prazos e riscos envolvidos, até porque existem bastante opções e você tem que saber qual melhor se adequa.

Além disso, conhecer as alternativas permite que você também possa pensar na estratégia de diversificação, ou seja, diluir seu capital em diferentes tipos de investimento. Para que possa te trazer mais segurança e rentabilidade também. 

Então, independente de onde você for investir, não faça tudo em um local apenas, mesmo que você não tenha muito dinheiro. Hoje alocar pequenas quantias em diferentes investimentos não é complicado, basta que você saiba onde investir. 

Empréstimos com juros baixos. Investimentos com alto retorno. Isso é o peer-to-peer.

imagem-01-blog

Quem viu esse post também curtiu: