O que são CDBs? Descubra já e saiba se vale a pena o investimento!

Papo IOUU

leitura de 6 min

Capitalização do negócio: é uma boa opção?

Com o atual cenário econômico, torna-se muito difícil expandir uma empresa, pois, com a diminuição d...

leitura de 4 min

Uma das modalidades mais conhecidas de investimento são os CDBs (Certificados de Depósitos Bancários). Investir neles é uma das principais escolhas dos investidores iniciantes, devido à facilidade da aplicação.

No entanto, é preciso conhecer as características, as vantagens e principalmente os riscos que, assim como em qualquer tipo de investimento, existem. Além disso, é preciso levar em consideração o seu perfil de investidor para que os CDBs possam cumprir com as suas expectativas.

Então, continue acompanhando este post e veja do que se trata essa aplicação.

O que são os CDBs?

Os CDBs ou Certificados de Depósitos Bancários são, basicamente, um empréstimo que você faz para os bancos. Você já se perguntou de onde as instituições bancárias tiram dinheiro para disponibilizar crédito e financiar as demais transações? De você, investidor!

Em troca desse empréstimo, você recebe uma taxa de rentabilidade que é definida e acordada no momento da compra do seu certificado. Sendo assim, o valor é usado como recurso nos processos bancários, como no financiamento de projetos de expansão e no pagamento de dívidas. Os CDBs são de renda fixa, ou seja, o valor da remuneração ou rendimento é conhecido no ato da aplicação.

Quais são os tipos de CDBs?

Como dissemos, a taxa de rendimentos é definida no momento da contratação do investimento e, para isso, você pode escolher entre três tipos que se diferenciam exatamente na remuneração. Confira a seguir quais são eles.

CDBs pós-fixados

É o tipo de CDB mais conhecido e escolhido. Nele, o seu percentual de rendimentos está ligado, geralmente, à variação do CDI (Certificado de Depósito Interbancário) ou à Selic.

No entanto, como esse índice pode variar, a sua única previsão será de quanto receberá no prazo determinado para o resgate. A principal vantagem é que quando esse indexador sobe, os seus rendimentos também apresentam aumento.

CDBs prefixados

Nesse tipo, a taxa de juros vigente será definida no momento da sua aplicação. É indicado para períodos em que os juros tendem a cair, para que você garanta o recebimento de uma boa rentabilidade.

CDBs híbridos

É o menos comum entre os três tipos. Consiste na união do título pré e pós-fixado. Sendo assim, você receberá uma parte da sua remuneração como prefixada e a outra metade como pós-fixada.

Como funciona?

Para começar a investir em CDBs, você deve escolher uma corretora de valores ou um banco de investimentos para abrir uma conta.

Depois, é preciso escolher entre os melhores títulos naquele momento para fazer o seu aporte inicial. Após, na data estipulada para vencimento, você receberá o valor que investiu mais o rendimento do período em que o seu dinheiro ficou aplicado.

Cadastre-se e seja um investidor da IOUU

Quais são as principais características dos CDBs?

Para ter sucesso nesse tipo de investimento, é muito importante conhecer as características e singularidades dos CDBs, para garantir que elas estão de acordo com as suas condições, perfil de investidor e objetivos com a aplicação. Então, confira quais são os pontos que merecem atenção.

Rentabilidade

A rentabilidade dos CDBs sempre será maior do que a da poupança. Por ter três opções de escolha, a sua remuneração poderá ser bem atrativa, por isso, é considerada uma das melhores opções em renda fixa.

Prazos

Há dois tipos de prazos que merecem a sua atenção: o de vencimento e o de carência. O primeiro é a data em que o seu dinheiro será devolvido acrescido dos juros estipulados no momento da contratação.

Fique atento a essa data, pois existem instituições financeiras que não permitem o resgate antes desse prazo. Além de que, mesmo quando permitido, essa não é uma atitude benéfica para os seus rendimentos.

Já o prazo de carência é quando você pode resgatar o seu certificado com a liquidez imediata. No entanto, alguns títulos têm a carência na mesma data de vencimento, então vale a consulta prévia.

Liquidez

Alguns tipos de CDBs oferecem a chamada liquidez diária e imediata, que permite que você faça os resgates em um dia útil. Contudo, eles podem ter o rendimento menor em comparação àqueles com liquidez somente na data de vencimento.

Taxas e investimento inicial

Nos CDBS não há taxas de administração e nem de performance. Já o valor mínimo para aplicação pode variar dependendo da instituição financeira, comumente fica entre R$ 200,00 e R$ 2.000,00 reais.

Para quem os CDBs são indicados?

Esse tipo de investimento é indicado para investidores que não querem correr muitos riscos em uma aplicação financeira ou são iniciantes nesse segmento. Além disso, é aconselhável que estejam alinhados a objetivos de curto prazo, como comprar um carro, reformar a casa ou construir um fundo de emergências.

Afinal, quais são as vantagens?

Além de não haver a cobrança de taxas administrativas, a aplicação em CDBs tem algumas vantagens importantes e chamativas que atraem os investidores. As principais, que não podemos deixar de citar, são:

  • boa demanda de oferta;
  • rendimento superior ao da poupança;
  • segurança oferecida pela FGC (Fundo Garantidor de Crédito) em valores de até R$250.000 por CPF;
  • fácil aplicação e acompanhamento.

E os riscos, quais são?

Em qualquer tipo de aplicação há riscos. No caso dos CDBs, é preciso atenção quanto à incidência do Imposto de Renda sob o seu resgate (pode variar entre 22,5 a 15% do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). Caso você deixe o seu dinheiro aplicado em um período inferior a 30 dias, o IOF pode chegar a até 96% para um dia de aplicação, por exemplo.

Também é preciso ter cuidado com o risco de crédito, ou seja, do banco quebrar ou lhe dar um calote. Mas esse fator pode ser amenizado com a proteção do FGC. Vale ressaltar que os certificados de depósito bancário não oferecem a diversificação dos seus investimentos.

Os CDBs são aplicações famosas por serem de renda fixa e não apresentarem riscos altamente preocupantes. No entanto, para ter sucesso na sua aplicação, fique de olho nas datas de vencimento e carência, assim como na liquidez e no tipo do título.

Quer aprender e ficar atualizado sobre as melhores opções de aplicação? Então, aproveite para conferir os investimentos que estarão em alta no futuro!

Cadastre-se e seja um investidor da IOUU

Assine a newsletter da IOUU e mantenha-se atualizado com as notícias do mercado!

imagem-01-blog

Quem viu esse post também curtiu:

A diferença entre Retorno Sobre Investimento e Tax...

Entender o conceito de retorno sobre investimento ...

leitura de 9 min

Livros sobre investimentos: 6 títulos para ler em ...

Procurar por livros sobre investimentos é o primei...

leitura de 12 min

Aplicações de Renda Fixa: guia completo para inves...

Muitas pessoas buscam por aplicações em renda fixa...

leitura de 8 min