O que é CDI: tudo sobre o Certificado de Depósito Interbancário

Papo IOUU

leitura de 12 min

Onde investir

Onde investir Em pleno momento tecnológico e cheio de oportunidades que vivemos no meio digital, qua...

leitura de 9 min

De fato, o mercado financeiro afasta investidores iniciantes. Como diferenciar o que é CDI, CDB, LCI, FGC, LCA e outras diversas siglas que existem? E os milhares de índices por exemplo, quanto valem hoje?

São tantas perguntas, mas apenas uma resposta é necessária para todas: entender é mais importante que lembrar. Você não precisa ser um especialista para fazer um investimento! A internet democratizou o acesso à informação e tornou possível investir de um jeito simples e rápido.

Por isso preparamos esse material que vai descomplicar e responder de uma vez por todas suas dúvidas sobre os Certificados de Depósito Interbancário. Vamos falar o que é, como funciona na prática, quanto paga e o que é importante dar atenção.

Entender tudo isso vai permitir você avançar e fazer aplicações com maior segurança e sucesso! Aproveite a leitura e acompanhe o sumário do artigo:

2 lições que você não pode deixar de saber para entender o CDI

Como falamos, entender é essencial para dominar o processo de investir. Longe de ser ruim, mas decorar números e definições não vão garantir que você tenha enormes rentabilidades.

A economia está inteiramente associada e os assuntos conversam entre si e de certa forma influenciam uns aos outros. Por essa razão, precisamos retomar rapidamente dois conceitos fundamentais: investimentos pré fixados e pós fixados.

  • Pré-fixados: não importa o cenário econômica no momento do resgate, sua rentabilidade não será afetada. São aplicações em que o retorno é definido no momento da realização do investimento, você não ganhará nem mais ou nem menos.
  • Pós fixados: nesse caso é o contrário, o rendimento acompanha a variação de algum indicador econômico. Por exemplo, se segue o desempenho da Selic, quando a taxa muda o ganho também muda.

Agora que já fizemos essa revisão estamos preparados para falar sobre o principal assunto do texto, vamos lá?!

CDI: definição e características

CDI nada mais é que uma sigla para Certificados de Depósito Interbancário. O próprio significado já nos fornece uma noção sobre o que se trata, um certificado para operações de depósito que ocorrem entre bancos.

De uma maneira técnica, é um título emitido por instituições financeiras com objetivo de transferir recursos entre bancos.

Os bancos devem seguir várias regras para poderem operar. Uma delas é que no fim de cada dia o saldo do caixa deve estar em equilíbrio, isto é, o total de saques não deve ser maior que o de depósitos, e vice-versa.

Portanto, se no fechamento diário o banco estiver com um valor de depósitos superior ao de saque, ele deve equilibrar as contas para poder operar segundo os regulamentos.

Cadastre-se e seja um investidor da IOUU


A forma encontrada para resolver isso é através de empréstimos entre os próprios bancos. Isso mesmo, os bancos cooperam entre si para funcionarem.

Então, se um banco encerra seu funcionamento com mais ou menos dinheiro que o equilíbrio, ele emite um certificado que garante o empréstimo por um dia da quantia para outro banco, o tão falado CDI.

Agora existe uma diferença enorme entre a definição que conversamos acima e como ela te afeta na prática.

Atenção, não invista em CDI

Na verdade, nem se você quisesse seria possível investir em CDI. Isso porque ele em si não se trata de um investimento. Acontece que é natural ver explicações confusas sobre isso, dizendo “eu tenho um investimento em CDI com rendimento x”. Saiba que essa afirmação está errada, vamos descobrir o por quê.

A taxa CDI

O CDI e a Taxa CDI são duas coisas diferentes e que precisam ser entendidas com clareza.

A confusão comum feita é geralmente em relação ao que de fato importa para o investidor. O CDI é o título emitido pelos bancos para os empréstimos diários que realizam entre si e  diretamente não tem nada a ver com sua aplicação.

Acontece que o volume de certificados emitidos é o que compõem a taxa CDI, ou taxa DI, um índice referência formado pela média de juros das transações interbancárias realizadas durante um dia. Ou seja, uma média de quanto os banco tomadores estão pagando ao outro pelo ajuste no caixa.

Como o CDI afeta seu bolso?

A taxa CDI se tornou um indexador importante para economia no geral, utilizado não somente para as relações interbancárias, mas também para cálculo de títulos públicos, letras de câmbio, etc.

Dessa maneira, os investimentos indexados taxa DI passam a render mais se o índice sobe, ou tem um rendimento menor na situação em que o número caí. Acompanhar as variações e tendência é importante para se precaver diante de algum comportamento que possa afetar seu capital.

Importante: Confiar seu dinheiro na sorte do acaso é muito arriscado, não? Podemos então utilizar outros recursos capazes de certa forma, prever os valores do futuro e evitar perdas.

Prever o futuro dos investimentos não é mágica!

Monitorar a taxa Selic é um modo de fazer uma previsão até que precisa de quanto irá pagar seu investimento indexado ao CDI. Historicamente, as duas taxas têm um comportamento similar, andam juntas por razões arbitrárias que garantem a normalidade do sistema financeiro.

Podemos observar nesse gráfico a relação que existe entre estes dois índices, veja:

Fonte: Cetip

Viu só como as duas caminham próximas? Não é tão imprevisível saber quanto valerá a taxa CDI no futuro, basta conhecer informações básicas. Entender o que é a Selic é valioso justamente para aplicar seus recursos corretamente e sem perdas.

Outra informação que auxilia na prospecção é mais simples de ser assimilada, trata-se do histórico de valores da taxa CDI. Facilmente encontrado na internet, os registros antigos podem enriquecer uma análise sobre seu comportamento.

Confira os valores acumulados dos últimos 10 anos da taxa CDI:

Fonte: Cetip

Nada garante que o lucro obtido no passado será o mesmo no futuro, mas dados dos últimos dez anos fornecem um conteúdo que deve com certeza ser explorado antes de investir.

Entenda o que é o CDI na prática

Recapitulando, vimos até aqui o necessário para saber o que é o CDI e qual o significado do valor definido como taxa. Mas e na prática? O que quer dizer “rentabilidade de x% do CDI”?

Quando o gerente do seu banco diz que um título, por exemplo, paga 100% do CDI, ele quer dizer que o retorno é equivalente a taxa atual de referência. Parece fácil, e realmente é! Veja só.

Qual o valor da taxa CDI hoje?

A B3, bolsa de valores, faz a divulgação da taxa DI no final de cada dia útil. Acessando o site você encontra logo no topo o valor atualizado hoje. Caso sua aplicação seja pós fixada, acompanhar esse dado é importante porque ele vai determinar o ganho a ser pago.

Geralmente, a rentabilidade é calculada com base no acumulado mensal ou anual da Taxa CDI. No gráfico visto anteriormente por exemplo, as linhas representam o acumulado anual desde 2014.

Os investimentos que rendem CDI

Não é possível investir no CDI porque ele se trata de uma operação apenas entre bancos, logo uma pessoa comum não pode participar da transação.

No mercado de renda fixa os negócios pré fixados, em que o rendimento é calculado ou garantido de antemão, estão as principais aplicações em que indiretamente você pode investir no CDI, isto é, ativos em que o ganho está associado à taxa CDI.

Geralmente, você encontra ao acessar a conta da sua corretora, essas opções para investir:

  • CDB (Certificado de Depósito Bancário): título emitido por bancos para pessoas físicas comprarem, com objetivo de captar dinheiro. Cuidado para não confundir com o CDI! A troca é comum  devido a semelhança de letras, mas a relação que existe entre eles é que o  CDB trata-se de uma aplicação que paga a partir da taxa DI.
  • LCI (Letras de Crédito Imobiliário):  também são títulos emitidos, mas com a finalidade de financiar compradores de imóveis. Outra diferença relacionada ao CDB, é que as LCIs possuem isenção de Imposto de Renda.
  • LCA (Letras de Crédito Agrícola): semelhante ao LCI, porém papéis emitidos e direcionados para o financiamento do setor agrícola.
  • Letras de Câmbio: embora pareça envolver moeda estrangeira devido ao nome, é similar ao CDB. Porém, ao invés de títulos emitidos por bancos, somente financeiras são responsáveis pela emissão das LC’s.

Logo, se o CDI hoje vale um valor x, estes investimentos devem pagar de acordo com o cálculo devido. A propósito, vamos entender como fazer essa conta!

Aprenda a calcular o lucro do CDI

Afinal, o que significa quando é dito que tal aplicação paga “%” do CDI? Veja a partir desse exemplo como fazer os cálculos:

  • LCA que rende 90% do CDI: vamos supor que a taxa CDI esteja cotada em 8%, esse valor multiplicado por 90% (transformar a porcentagem em decimal, dividindo por 100), que o pagamento prometido nos fornece a informação que ao ano essa LCA rende 7,2%.

Portanto, ao final de 12 meses um papel adquirido por R$ 1000,00 renderia cerca de R$ 72,00.

Demos um exemplo simples para facilitar nossa compreensão, porque as aplicações comercializadas possuem maior complexidade e requerem cálculos mais robustos. No entanto, a linha de pensamento é a mesma.

3 vantagens e desvantagens que explicam o CDI

Ainda existe uma pergunta que persiste em surgir quando tratamos este assunto, o que é um CDI bom? Dificilmente teremos respostas que sejam regras no mundo dos investimentos.

Realmente, quase tudo depende. Portanto, as razões que levam o seu CDI render depende de várias coisas. Um investidor com perfil agressivo, por exemplo, faria uma péssima escolha se decidisse adquirir um CDB tradicional que rende menos de 100%.

Tome uma decisão correta e consciente de acordo com o objetivo que deseja alcançar. Se você fez a leitura até aqui foram muitas informações discutidas, para facilitar e concluir nosso aprendizado temos algumas dicas importantes para compartilhar.

Primeiro, aquilo que você deve ficar de olho ao investir, para evitar surpresas:

  1. Existe a cobrança por Imposto de Renda, descontado do rendimento final obtido;
  2. Fundos de Investimentos atrelados ao CDI não possuem garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC);
  3. Pode tratar-se de aplicações com longo prazo de vencimento, logo o seu dinheiro vai demorar um tempo para ser resgatado com ganhos.

Agora outra perspectiva é referente as vantagens de investimentos associados ao CDI, só coisa boa pra aproveitar:

  1. A perspectiva para investir em aplicações associadas ao CDI é positiva, os riscos enfrentados são amenizados devido o equilíbrio das cotações;
  2. Interessado em diversificação? A estabilidade e regularidade do índice de referência é uma boa para balancear sua carteira de investimentos;
  3. Mesmo com flutuações, a taxa dos Certificados de Depósito Interbancário muito dificilmente irá alterar seu comportamento repentinamente.

Com certeza absorver esse conteúdo sobre o que é CDI vai te preparar para se tornar um investidor capaz de tomar as melhores decisões!

Assine a newsletter da IOUU e mantenha-se atualizado com as notícias do mercado!

imagem-01-blog

Quem viu esse post também curtiu:

Economia Compartilhada: o que é e como utilizar es...

Muito provavelmente você já ouviu o termo economia...

leitura de 9 min

Newsletters de economia: 7 opções para entender o ...

Uma boa forma de estar atento a tudo que acontece ...

leitura de 13 min

5 Podcasts sobre Economia que você precisa conhece...

Ouvir a podcasts sobre economia está ficando cada ...

leitura de 9 min