Investir em ações ou peer-to-peer? Qual a melhor solução?

Papo IOUU

leitura de 4 min

Onde investir

Onde investir Em pleno momento tecnológico e cheio de oportunidades que vivemos no meio digital, qua...

leitura de 9 min

Está à procura de bons investimentos, mas não sabe se é melhor investir em ações ou no peer-to-peer? Calma! Essa é uma dúvida comum, uma vez que muitas pessoas ainda não sabem diferenciar essas duas modalidades. Nesse caso, ambas podem apresentar uma rentabilidade acima das demais aplicações do mercado.

Se esse é o seu problema e você deseja sanar todas as suas dúvidas sobre os dois modelos de investimento, acaba de encontrar o conteúdo certo! Fizemos um excelente comparativo entre eles para ajudá-lo a tomar a decisão correta.

Quer aprender mais sobre o assunto? Basta descer o cursor e continuar com a leitura!

Investir em ações: como funciona?

Para iniciar esse comparativo, vamos falar um pouco sobre o investimento em ações, caracterizada pela atuação na Bolsa de Valores — que pode ser muito arriscada para quem tem pouca experiência de mercado.

Em resumo, ao comprar uma ação você se torna um sócio da empresa e a depender da modalidade adquirida, pode ter direito a voto nas Assembleias. Além disso, recebe porcentagem do lucro do negócio, proporcional ao número de ações que tem.

Mas, atenção! Se você é uma pessoa ansiosa ou precisa ter retorno rápido, saiba que seus investimentos só começam a ter lucros mais expressivos a longo prazo.

Investir em peer-to-peer: como funciona?

No caso do investimento peer-to-peer, não há negociação de ações, tampouco operações na Bolsa de Valores. Na verdade, trata-se de uma modalidade de investimento direta nas empresas, por meio de empréstimos.

Assim, você está emprestando o seu dinheiro a uma empresa, que deve lhe pagar mensalmente o valor da parcela, acrescida de juros. Portanto, você não se torna sócio da empresa, mas apenas um investidor.

Quem aposta nessa modalidade recebe rendimentos mensais e contribui de maneira incisiva para o desenvolvimento de nosso país, pois entrega o capital que as empresas precisam para crescer.

Como calcular os rendimentos dessas modalidades e quais cuidados devo ter?

Percebemos que as duas modalidades são bem diferentes. Mas, como calcular a rentabilidade em cada uma delas e comparar qual é a melhor opção?

Como estamos lidando com investimentos distintos, a maneira mais segura de realizar esse comparativo é por meio da taxa de retorno — frisa-se que o retorno na Bolsa de Valores é uma variável que depende muito dos riscos sofridos.

Assim, você precisa ficar atento a essa taxa de retorno antes de realizar a operação e observar outros aspectos, como frequência do pagamento, liquidez e os riscos sofridos.

Ademais, tomar o cuidado de pesquisar e analisar com atenção os relatórios das empresas, em ambos os casos, é essencial. Dessa maneira, você reduz os riscos de investir em empresas com poucas chances de sucesso, evitando a perda de patrimônio.

O que é melhor para o meu perfil de investidor?

Um aspecto muito importante para quem deseja investir é identificar o seu perfil de investidor. Existem investimentos que se adequam melhor a cada um deles e possibilitam melhores ganhos, por isso é essencial que você saiba definir qual deles você é:

  • Conservador: não tolera riscos e valoriza a segurança;
  • Moderado: busca boa rentabilidade, mas não abre mão da segurança;
  • Arrojado: é tolerante aos riscos e busca mais rentabilidade.

Assim, pelas características de cada um desses perfis, podemos concluir que os investidores conservadores devem buscar opções menos arriscadas e, portanto, investir em ações pode não ser a melhor alternativa.

Por outro lado, o peer-to-peer se mostra uma modalidade muito indicada para investidores moderados e também para os conservadores, uma vez que os riscos são controlados pela plataforma e os rendimentos giram em torno de 25% ao ano, um excelente retorno.

Mas, caso você seja um investidor arrojado, pode diversificar seus investimentos e apostar nas duas modalidades para potencializar seus lucros.

Gostou do post de hoje? Escolher entre investir em ações e o peer-to-peer pode gerar dúvidas, mas com as informações apresentadas, temos certeza de que você estará mais seguro para tomar a decisão certa para o seu perfil e que atenda suas expectativas.

Quer ficar por dentro de todas as novidades no blog? Assine a nossa newsletter agora mesmo!

Seja um dos novos investidores da IOUU

Assine a newsletter da IOUU e mantenha-se atualizado com as notícias do mercado!

imagem-01-blog

Quem viu esse post também curtiu:

Como declarar investimentos da IOUU no Imposto de ...

Como declarar investimentos da IOUU no Imposto de ...

leitura de 5 min

Melhores investimentos a curto prazo

Melhores investimentos a curto prazo Você é uma pe...

leitura de 7 min

Investimentos para o futuro: confira tendências qu...

A roda da fortuna gira sem parar, e todos os dias ...

leitura de 6 min