O mercado fintech no Brasil: Está tudo mudando?

Papo IOUU

leitura de 10 min

Os 5 maiores investidores do Brasil

Os 5 maiores investidores do Brasil Tem muito investidor com alta capacidade entrando no mercado nes...

leitura de 9 min

O mercado de fintech no Brasil está crescendo. Os bancos tradicionais estão perdendo espaço. Faça investimentos e transações pela internet. Os serviços financeiros são todos online agora.

Essas são algumas das frases que, muito provavelmente, você já ouviu, pelo menos uma vez. Em comum, todas elas têm o fato de se referirem ao mercado financeiro brasileiro atual. Mais ainda, todas envolvem dois pontos básicos: tecnologia e finanças.

De fato, essas frases têm aparecido cada vez mais nos jornais, nas redes sociais e nas conversas informais. O motivo é simples: o mercado de fintechs no Brasil está cada vez mais maduro e atrativo.

Ficou difícil entender algum dos fatos citados acima? Então você está precisando aprender um pouco mais sobre esse mercado. Para isso, abaixo estarão diversos dados e fatos para você, de uma vez por todas, entender o mercado de fintechs no Brasil.

O mercado de fintechs no Brasil

A população descobriu, nos últimos anos, que os bancos não monopolizam mais o acesso aos serviços financeiros. Isso se dá, principalmente, pelo crescimento de fintechs no Brasil, as empresas que atuam com tecnologia e finanças. No país, já são mais de 400 companhias atuando no segmento, e elas já começam a incomodar os grandes bancos.

O que é uma fintech

primeira fintech no brasil


Antes de entrar na evolução do mercado como um todo, é preciso antes explicar o que é uma fintech. Basicamente, elas são startups como outras que você já conhece, porém que atuam no mercado financeiro.

Desenvolvendo um pouco mais esse conceito, são companhias que aliam as novas tecnologias aos problemas financeiros encontrados pela população. Ou seja, oferecem serviços semelhantes aos bancos, porém com uma forma nova de atuar.

o que é uma fintech


Menos burocracias, menos taxas, melhor atendimento, mais facilidades. Essas são algumas das características que definem bem uma fintech quando comparada a um banco tradicional.

De acordo com a Associação Brasileira de Fintechs, algumas propriedades são vitais para essa denominação da companhia. Entre elas, encontram-se:

  • Escalabilidade
  • Desburocratização
  • Eficiência
  • Transformação do mercado

Se você ainda tem dúvidas sobre o que são essas empresas, talvez alguns exemplos podem lhe ajudar. O mercado de fintechs no Brasil está recheado de grandes players, muitos dos quais você já deve conhecer.

Entre as mais conhecidas fintechs brasileiras, encontram-se: Nubank, Stone, PagSeguro, Empiricus, Rico e, obviamente, IOUU.

Tipos de fintech no Brasil

startups brasil


Como você pôde ver logo acima, existem grandes fintechs no Brasil, muitas das quais você já utiliza diariamente. Acontece que, para melhor organizar esse pensamento, há formas de categoriza-las, dividindo este grupo por suas características, conforme segue abaixo:

·         Pagamentos

Empresas focadas em resolver problemas quanto a pagamento. Entre os serviços oferecidos, estão cartões de crédito e débito, máquinas de pagamento, pagamento online. Exemplo:

  • Nubank
  • Original
  • PagSeguro,

·         Gestão Financeira

Fintechs focadas na gestão financeira, tanto de pessoas físicas quanto jurídicas. Podem auxiliar no controle de gastos, notificações por compra e cálculo de percentual de gastos. Exemplo:

  • Conta Azul
  • Guia Bolso
  • Treasy

·         Crowdfunding

As mais distuptivas dessa geração. Tem como objetivo auxiliar pessoas comuns a conseguir financiamentos coletivos. Em sua maioria, são ideias que auxiliam outros de forma social ou cultural. Exemplo:

  • Catarse
  • Benfeitoria
  • Vakinha

·         Investimentos

Empresas especializadas em educar e auxiliar o usuário comum a realizar investimentos, sem a burocracia usual do mercado. Algumas atuam, inclusive, como corretoras. Exemplo:

  • Empiricus
  • Rico
  • Toro

·         Eficiência Financeira

Essas empresas têm como foco a verificação de identidade dos consumidores. Dessa forma, auxiliam na luta contra a fraude dentro do mercado financeiro. Atuam com clientes de todos os ramos e tamanhos. Exemplo:

  • BigData Corp
  • FControl
  • Konduto
eficiencia financeira

·         Blockchain & Bitcoins

Companhias que atuam no ambiente de transações financeiras digitais e criptomoedas. As principais empresas desse nicho são corretoras de bitcoins e outras moedas virtuais. Exemplo:

  • FoxBit
  • Pague com Bitcoin

·         Seguros

Fintechs especializadas na comparação e indicação das melhores opções de seguros para o consumidor. Atuam como um comparador de alternativas, sugerindo a mais benéfica ao cliente. Exemplo:

  • Bidu
  • Tá Certo

·         Empréstimos & Negociações de Dívidas

Empresas focadas em empréstimos, tanto para pessoas físicas quanto jurídicas. Elas fazem o meio campo entre quem precisa de dinheiro e quem está disposto a emprestar. Exemplo:

  • IOUU
  • Creditas
  • Just

Focando nos empréstimos

empréstimos fintech


Você deve ter reparado que, no item acima — das fintechs no Brasil de empréstimos —, a IOUU está presente. Sim, somos uma empresa focada nesse tipo de transação financeira, além de investimentos também.

A forma como fazemos esse trâmite é o que nos torna uma fintech, já que o processo é menos burocrático, com taxas mais acessíveis e 100% online. Como visto, tudo que uma companhia precisa para ser considerada uma startup.

Para simplificar a explicação, utilizamos o uma forma de transação chamada de Peer to Peer Lending. Basicamente o processo é todo feito sem um banco, ocorrendo então diretamente entre duas pessoas físicas ou jurídicas.

Além de mais prático e rápido, tudo ocorre de maneiras mais simples do que em um banco tradicional. Novamente, são as maravilhas da tecnologia ajudando você, consumidor final.

Como está o mercado fintech no Brasil

mercado financeiro brasil


A empresa MindMiners, empresa especializada em pesquisas, realizou em 2019 a segunda edição do estudo “Brasileiro e o Dinheiro”*. A primeira foi feita em 2017, e os resultados demonstram um grande avanço em apenas dois anos.

*Todos os gráficos apresentados neste artigo são originários dos dados da pesquisa.

Primeiramente, a principal informação colhida é que, em dois anos, o número de usuários de fintechs no Brasil subiu. Enquanto em 2017 apenas 25% afirmaram utiliza-las, 55% dos entrevistados fez a mesma afirmação em 2019.

Esse crescimento confirma a expectativa do mercado: as fintechs estão se tornando realidade. Deixaram de ser apenas sonhos para incomodar, de fato, os grandes bancos e suas políticas atrasadas.

Sobre os tipos de operação que fariam em uma fintech, os números também demonstram crescimento em todas as transações. O mais querido entre os consumidores continua sendo o cartão de crédito, mas é possível visualizar crescimento em todas as categorias.

Investimentos, seguros, conta corrente, poupança. Os entrevistados confirmaram que confiam cada vez mais nas empresas que abraçam a tecnologia.

O mercado fintech no Brasil já é realidade

o que é fintech


Não adianta, as fintechs no Brasil chegaram para ficar, assim como se vê ao redor do globo. Os estudos confirmam que, cada vez mais, as pessoas irão utilizar a tecnologia a seu favor, até no meio financeiro.

Sendo assim, é sempre bom analisar as novas alternativas que surgem a cada momento. Afinal, é bem provável que alguma nova startup já possua a solução para seus problemas. Você somente não sabe disso. Ainda…


Conheça os benefícios de empréstimo online: simule agora

Assine a newsletter da IOUU e mantenha-se atualizado com as notícias do mercado!

imagem-01-blog

Quem viu esse post também curtiu:

Economia Compartilhada: o que é e como utilizar es...

Muito provavelmente você já ouviu o termo economia...

leitura de 9 min

Newsletters de economia: 7 opções para entender o ...

Uma boa forma de estar atento a tudo que acontece ...

leitura de 13 min

5 Podcasts sobre Economia que você precisa conhece...

Ouvir a podcasts sobre economia está ficando cada ...

leitura de 9 min