Entenda por que a falta de capital de giro pode falir as empresas

Papo IOUU

leitura de 3 min

Os 5 maiores investidores do Brasil

Os 5 maiores investidores do Brasil Tem muito investidor com alta capacidade entrando no mercado nes...

leitura de 9 min

Sua empresa está dando lucro, mas suas despesas estão aumentando na mesma proporção? Como planejar seu fluxo de caixa de forma que não ocorra a falta de capital de giro? Você precisa entender qual é a função desse recurso na sua empresa, assim, saberá como se organizar para evitar um déficit.

A principal causa de falência nas novas empresas é falta de estruturação, ou seja, planejamento. Portanto, aprenda agora como organizar sua empresa e não corra o risco de usar de forma inadequada seu capital de giro.

O que é o capital de giro?

É o primeiro valor real que a empresa possui, será o “pontapé inicial” do seu fluxo de caixa. O capital de giro é, portanto, o valor que financia as atividades da empresa. Assim, é considerado nesse cálculo todo valor que poderá ser utilizado em um curto prazo: caixa, conta-corrente, contas a receber, estoque, aplicações.

O cálculo para esse item é realizado da seguinte forma: some os valores disponíveis em caixa ou equivalentes de caixa, somando as contas a receber, entre outros recursos. Então, desconsidere as despesas, fornecedores, empréstimos, contas a pagar, entre outros. O valor resultante é o capital de giro da empresa.

Via de regra, ele deverá garantir o pagamento das despesas iniciais até que as atividades comecem a dar lucro.

Como a falta desse capital pode afetar sua empresa

Você já sabe como é formado o capital de giro, mas há a necessidade de compreender como ele afetará sua empresa, mesmo que as atividades tenham gerado lucro. Então, quando há um aumento nas receitas ocorre também um aumento nas despesas, seja com a maior necessidade de compra de mercadorias ou aumentos nos impostos.

Aí está à importância do planejamento. Em muitos casos, uma gestão ineficiente do fluxo de caixa pode levar sua empresa ao fim.

Alguns gestores ficam deslumbrados com os aumentos das receitas, esquecendo-se de prever com que prazo os valores líquidos vão entrar. Ficando de frente com um fluxo de caixa negativo, em consequência disso, acabam recorrendo a empréstimos bancários para honrar com o pagamento de dividas, pagando altas taxas de juros.

Veja algumas dicas de gerenciamento de seu capital de giro

O capital de giro está diretamente ligado às entradas e saídas de recursos da empresa. Veja como gerenciar de forma correta o seu capital.

  • Estude os prazos de pagamentos para não ocorrer a saída de dinheiro em datas que não há entradas;
  • Utilize os lucros iniciais para potencializar a empresa;
  • Não gaste mais do que estimou de receita;
  • Registre todas as suas despesas para não se esquecer de nada;
  • Pague suas contas em dia para não haver desembolsos com pagamentos de juros;
  • Estime o aumento do valor de insumos e inadimplência do cliente.

De forma geral, quando bem administrado, o capital de giro garante sua saúde financeira. Saber a hora e em que ponto cortar custos está diretamente atrelado ao planejamento, portanto, seja cauteloso e garanta o sucesso do seu empreendimento.

Agora que você já sabe como fazer uma gestão financeira de forma eficaz e não sofrer com a falta de capital de giro, siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de mais dicas. Estamos no Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn.

Conheça os benefícios de empréstimo online: simule agora

Assine a newsletter da IOUU e mantenha-se atualizado com as notícias do mercado!

imagem-01-blog

Quem viu esse post também curtiu:

Pessoa Politicamente Exposta: O que é e o que muda...

Um termo que tem ganhado cada vez mais relevância ...

leitura de 7 min

Peer to Peer Lending no Brasil: O que é e como sol...

O mercado de Peer to Peer Lending no Brasil está c...

leitura de 5 min

Como atrair clientes para seu negócio em 6 passos ...

Como atrair clientes é a pergunta número um feita ...

leitura de 9 min