Conheça as alternativas dos bancos para as linhas de crédito empresarial

Papo IOUU

leitura de 6 min

Onde investir

Onde investir Em pleno momento tecnológico e cheio de oportunidades que vivemos no meio digital, qua...

leitura de 9 min

O empréstimo bancário, muitas vezes, é caro para as empresas. Por isso, é necessário buscar outras linhas de crédito empresarial mais em conta. Algumas dicas importantes devem ser levadas em consideração antes de buscar empréstimo.

Existem opções que não incluem taxas de juros, outras envolvem participação na sociedade e outros métodos que são fundados em doações para projetos.

Portanto, neste post, você vai conhecer alternativas para crédito como investimento anjo, aceleradoras, crowdfunding e empréstimo pela internet. Confira!

Quais são as desvantagens do empréstimo bancário?

Antes de lhe apresentar quais são as alternativas de linhas de crédito empresarial, é preciso esclarecer quais são as desvantagens do empréstimo bancário. A seguir, listamos as reclamações mais comuns dos clientes. Acompanhe.

Altos custos

A primeira desvantagem do empréstimo bancário é o custo. Isso acontece porque o banco entende que ele precisa ter uma garantia em casos de possíveis inadimplementos e, assim, insere altas taxas de juros nas parcelas.

Além dos juros, também são incluídas taxas de administração e comissões dos empréstimos, fazendo com que os valores a serem pagos pelo cliente sejam muito maiores do que os valores que realmente foram emprestados.

Risco de endividamento

Devido aos altos custos praticados nos empréstimos bancários, os riscos de você ficar endividado aumentam. Essa situação pode acontecer por diversos motivos. Dentre os principais está a falta de condições financeiras para arcar com os altos valores das parcelas, os quais costumam comprometer boa parte do orçamento empresarial.

Além disso, quando você atrasa a primeira parcela, fica ainda mais difícil de pagar as vincendas, pois com as altas taxas de juros e multas praticadas, a dívida se torna uma “bola de neve”, fazendo com que a sua empresa fique no vermelho.

Processos burocráticos

Além do risco de ficar no vermelho, você ainda precisa enfrentar longos processos burocráticos para ter acesso ao seu empréstimo empresarial. Nesse sentido, o banco fará muitas exigências para liberar o crédito para você: balanço patrimonial, contrato social, parecer de auditoria independente, balancete analítico, dentre outros documentos considerados indispensáveis.

Além disso, a análise de crédito pode durar alguns dias e isso pode prejudicar o seu negócio que tanto precisa de uma solução rápida e eficaz.

Curtos prazos para pagamento

Outra desvantagem do empréstimo bancário são os curtos prazos para pagamento. Por isso, o empresário precisa se desdobrar para arcar com os valores das parcelas e, ainda, com os demais compromissos da empresa.

O curto prazo de pagamento também contribui para que os valores das parcelas fiquem mais altos. Sendo assim, em vez do empréstimo bancário se tornar uma solução para as empresas, muitas vezes, ele se torna um problema.

Quais são as alternativas de linhas de crédito empresarial mais atrativas?

Como você pode perceber, os bancos nem sempre pensam nos interesses de seus clientes. Por isso, muitas pessoas têm procurado outras alternativas de linhas de crédito empresarial. A seguir, apresentamos as mais seguras e interessantes. Confira!

Investimento Anjo

O investimento anjo vem crescendo mundialmente. No Brasil, uma pesquisa da Anjos do Brasil apontou previsão de crescimento de 4% ao ano no número de investidores.

Os investidores-anjo são pessoas de sucesso nos negócios que desejam investir dinheiro em novos projetos, acreditando no crescimento do negócio para geração de lucros.

A princípio, o investidor anjo entra no negócio com uma participação minoritária na sociedade. Ele também pode ajudar como uma espécie de mentor, ativando contatos e passando experiências.

Aceleradoras

O aporte de recursos financeiros feito por aceleradoras funciona de forma semelhante à dos investidores-anjo.

Uma aceleradora é uma empresa que busca investir em outras empresas, geralmente startups — empresas de inovação que buscam modelo para escalar o negócio.

As aceleradoras entram na sociedade como sócias minoritárias e oferecem não apenas dinheiro para o desenvolvimento do projeto, mas também orientação para melhorias na gestão e estruturação, além dos contatos com parceiros em potencial.

A seleção de empresas para o investimento é feito pelas aceleradoras em competições, em que os participantes devem mostrar que realmente merecem o investimento.

Empréstimos Coletivos (Crowdfunding)

O crowdfunding começou a tomar forma em 2005 nos EUA. De lá para cá, muitas plataformas já surgiram e viabilizaram inúmeros projetos das mais diversas áreas. No Brasil, existem cerca de 24 sites em atividade.

O termo crowdfunding vem do inglês e significa “financiamento coletivo”. É a conhecida “vaquinha”. A diferença dessa versão mais atual é a participação de muitas pessoas — multidão.

Esse acesso a um maior número de pessoas é possibilitado pelas plataformas online, que ligam projetos interessantes a pessoas com dinheiro disponível para doação.

Portanto, a arrecadação de recursos por esse método é calcada na identificação dos doadores com os projetos. Empreendimentos com algum viés de melhoria social geralmente dão melhor resultado.

Já o peer-to-peer é uma iniciativa inovadora que visa fornecer empréstimos para as empresas, por meio de uma plataforma online, o que torna todo o processo menos burocrático.

O fato de não haver a participação do banco nas negociações , faz com que as taxas de juros sejam menores. Além disso, como a operação não está subordinada ao spread bancário, os custos também se tornam menores.

Sites de Empréstimo Pessoal

O desenvolvimento da internet vem possibilitando novas formas de lidar com o dinheiro. Esse é o caso do crédito pessoal oferecido por sites.

Os bancos digitais oferecem empréstimos bastante competitivos se comparados aos empréstimos obtidos junto a instituições financeiras tradicionais.

A média para a taxa de juros do empréstimo pessoal nos 6 maiores bancos do Brasil gira em torno de 5% ao mês. Enquanto isso, o site do IOUU aponta uma taxa de juros aproximada de 2,8% ao mês. É bom destacar que essas taxas variam de acordo com o perfil do tomador do empréstimo.

O investimento anjo e de aceleradoras traz recursos sem o pagamento de taxas de juros, mas envolvendo a participação societária. O financiamento coletivo é baseado em doações e entrega de alguns brindes aos doadores, e o crédito oferecido por sites têm taxas de juros competitivas.

Quais são os cuidados que precisam ser tomados ao escolher uma alternativa de crédito?

Antes de solicitar qualquer tipo de linha de crédito empresarial, você precisa fazer um bom planejamento financeiro para não colocar as finanças do seu negócio em risco.

Embora as taxas de juros e as condições de pagamentos sejam muito melhores do que as propostas dos bancos tradicionais, ele ainda se faz importante.

Sendo assim, conhecer bem as linhas de crédito empresarial é essencial para garantir que você não endividará a sua empresa e ter as finanças em ordem é o primeiro passo para o sucesso. Por isso, por mais que você precise optar por um empréstimo, uma análise bem detalhada do seu caixa precisa ser realizada.

Gostou de conhecer as principais alternativas para créditos disponíveis no Brasil? Então compartilhe este artigo em suas redes sociais e ajude os seus amigos a fugirem das ciladas bancárias!

Solicite um empréstimo em minutos

Assine a newsletter da IOUU e mantenha-se atualizado com as notícias do mercado!

imagem-01-blog

Quem viu esse post também curtiu:

Pessoa Politicamente Exposta: O que é e o que muda...

Um termo que tem ganhado cada vez mais relevância ...

leitura de 7 min

Peer to Peer Lending no Brasil: O que é e como sol...

O mercado de Peer to Peer Lending no Brasil está c...

leitura de 5 min

Como atrair clientes para seu negócio em 6 passos ...

Como atrair clientes é a pergunta número um feita ...

leitura de 9 min