Aplicações de Renda Fixa: guia completo para investidores

Papo IOUU

leitura de 8 min

Conheça dividendos!

Dividendos: Recebimento das ações com hora marcada Sábado de manhã, você de folga no sofá da sua cas...

leitura de 8 min

Muitas pessoas buscam por aplicações em renda fixa, especialmente nos dias de hoje. Mas, antes de sair investindo seu dinheiro, é interessante saber o que é, como funciona e quais os tipos desse investimento.

São diversos os exemplos de pessoas que não se informam e, por isso, acabam se dando mal. Por conta disso, se faz importante entender bem quais são esses títulos e quais os mais populares e benéficos para você. Também é possível utilizar de simuladores para verificar se esse investimento lhe dará o retorno desejado.

Assim, nos parágrafos abaixo você terá uma verdadeira aula sobre o que são aplicações em renda fixa. Depois de ler todo o material, poderá tirar suas conclusões e, aí sim, começar a investir seu suado dinheiro! Boa sorte!

Aplicações de Renda Fixa

Pessoas mais conservadoras procuram, geralmente, por aplicações em renda fixa. Isso ocorre porque esse tipo de investimento tende a ser mais estável e seguro. É uma ótima maneira, por exemplo, de começar a aplicar sua reserva de emergência. Tudo isso porque, como verá abaixo, os rendimentos aqui são previamente calculados.

O que são aplicações de renda fixa

aplicações de renda fixa


Para começar, é preciso explicar que aplicações em renda fixa são, basicamente, investimentos com rendimento previsível. Sendo assim, são empréstimos que você faz a alguém — empresas, bancos, governo — em que saberá quanto receberá no futuro.

Todos os detalhes dessa transação são firmados no momento de contratação. Logo, já estará definido qual o rendimento dessa aplicação, qual o prazo do retorno e as taxas e referências.

Essa é a principal característica desse tipo de título. Os de renda variável, ao contrário, não apresentam essa previsibilidade. Assim, você não tem certeza de quanto receberá de volta, ou quando e se receberá.

Em geral, aplicações em renda fixa são bastante indicadas para os investidores iniciantes. Com elas, será possível construir um patrimônio de forma mais segura, sem arriscar seu dinheiro. É extremamente incerto colocar todo seu capital na renda variável sem ter um fundo de emergência na renda fixa.

  • Como funciona a renda fixa
investimentos brasil


Como explicado acima, as aplicações em renda fixa funcionam, basicamente, como um empréstimo. Imagine então que, ao invés de um investimento, você emprestará seu dinheiro a alguém, contando com o retorno do mesmo somado aos juros.

Esse tomador pode ser qualquer um, mas, em geral, são bancos e o próprio governo. Outra modalidade é a que se empresta o montante a uma empresa, algo bastante utilizado nas transações Peer to Peer Lending, que será explicada mais abaixo.

O capital costuma ser utilizado pelas companhias para pagar dívidas, construir capital de giro, financiar projetos ou investir em estoque. A forma que será usado, porém, não terá nenhuma interferência sua. O tomador pode fazer o que bem entender com o dinheiro.

Para ser válido aos dois lados, entretanto, o capital deve ser retornado em um prazo estipulado no momento da assinatura. No mesmo instante, também será definido o rendimento desse empréstimo, também conhecido como juros.

Tipos de aplicações de renda fixa

aplicações de renda fixa


Você já entendeu que as aplicações em renda fixa possuem detalhes pré-definidos, ok. Mas, é preciso saber que existem tipos diferentes de investimentos que podem ser feitos dentro dessa modalidade. Na verdade, são três:

Papéis Pré-fixados

Aqui, os juros são definidos no momento de fechar o contrato, conforme explicado acima. De maneira geral, é uma forma mais certeira de investimento, já que você saberá ao certo quanto receberá ao final do processo.

Papéis Pós-fixados

Nesse caso, os juros também são definidos previamente, mas, ao contrário da opção acima, eles não são um valor, mas sim uma taxa. Assim, são utilizados indicadores de referência para balizar o rendimento. Os mais utilizados são a Taxa SELIC e o CDI. Logo, se esses índices subirem, seu ganho sobe junto.

Papéis Híbridos

Por fim, há a versão mesclada desses tipos de aplicações. Nessa opção, parte do rendimento é pré-fixado, enquanto outra parcela é definida sobre os indicadores. Em geral, são utilizadas taxas pré-fixadas mais a variação do IPCA.

Quais as melhores aplicações de renda fixa

melhores taxas investimento


Você deve estar se perguntando agora sobre quais as melhores opções para investir seu dinheiro. Dentre as aplicações em renda fixa, na realidade, várias são bastante conhecidas do público em geral. É preciso, porém se atentar às que apresentam melhores resultados.

A Poupança é a aplicação mais comum de renda fixa, embora seja a menos interessante por render menos que a inflação. Outra bastante utilizada é o CDB, que faz parte da carteira de investimento de diversos brasileiros. Geralmente tem rendimento pós-fixado de 70% a 100% do CDI.

Títulos públicos também são alternativas interessantes, sendo o Tesouro Direto o mais utilizado. Existem opções pré e pós-fixadas, sendo a segunda normalmente ligada à Taxa SELIC. Também se faz necessário ter uma conta na bolsa de valores, que é quem organiza tal sistema.

Por fim, há opções menos comuns, mas interessantes àqueles que possuem mais conhecimento do mercado. Entre elas, estão as debêntures, as letras de créditos LCI e LCA e os certificados CRI e CRA.

O Peer to Peer como opção de Renda Fixa

Outra possibilidade que está interessando a cada vez mais investidores é o Peer to Peer Lending. A modalidade é relativamente nova, principalmente no Brasil, e une bons rendimentos ao benefício sócio econômico.

Aqui, os empréstimos são feitos diretamente às micro e pequenas empresas, sem intermédio de instituições financeiras. Dessa forma, as taxas são bem menores, assim como a burocracia e o tempo gasto no processo.

Além disso, o processo é feito de forma 100% online — muito mais digital que as defasadas agências bancárias. Graças a tudo isso, os rendimentos também são superiores às outras opções do mercado.

Em geral, enquanto o CDB, Tesouro Direto e Poupança rendem, respectivamente, 0,40%, 0,25% e 0,25%, o P2P apresenta rendimentos mensais na casa de 2,30%.

Para melhorar ainda mais, há toda uma vertente social nessa aplicação em renda fixa. O capital é destinado a pequenas empresas, o que as auxilia a passar por momentos difíceis como o de hoje e crescer de forma mais saudável.

Ficou interessado? Realize seu cadastro gratuitamente na plataforma da IOUU comece a investir em aplicações em renda fixa!

Aposte nas aplicações de renda fixa

Embora muitas pessoas ainda prefiram se arriscar na renda variável, há diversas aplicações em renda fixa extremamente vantajosas. Além de mais seguras, elas te permitem fazer um melhor planejamento e auxiliar os outros.

Assine a newsletter da IOUU e mantenha-se atualizado com as notícias do mercado!

imagem-01-blog

Quem viu esse post também curtiu:

Como declarar investimentos da IOUU no Imposto de ...

Como declarar investimentos da IOUU no Imposto de ...

leitura de 5 min

Melhores investimentos a curto prazo

Melhores investimentos a curto prazo Você é uma pe...

leitura de 7 min

Investimentos para o futuro: confira tendências qu...

A roda da fortuna gira sem parar, e todos os dias ...

leitura de 6 min